Visualizado 7.200

Objetos alegadamente extraterrestres que não deveriam existir

Compartilhe...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

A arqueologia por vezes serve para nos explicar nosso passado, e o passado do planeta em que vivemos, porem de algumas décadas para cá, anda servindo também para causar dores de cabeça aos cientistas e pesquisadores.

 

Misteriosos artefatos encontrados mundo a fora,  ainda procuram uma explicação lógica, ou no mínimo uma coerente, para que não gerem mais duvidas em um campo onde só deveria haver a explicação. Teóricos da conspiração são bem taxativos a respeito desses objetos: “Se não tem explicação terrestre, então só podem ser extraterrestres”. A duvida que fica a respeito é, teria uma raça alienígena visitado este planeta a milhões de anos e deixado um pouco de seu lixo espacial?

 

Maquina de 400 milhões de anos, encontrada na Rússia

Na península de Kamchatka, a 200 km de Tigil, arqueólogos da Universidade de São Petersburgo descobriram um fóssil estranho. A autenticidade da descoberta foi certificada (400 milhões de anos). Segundo o arqueólogo Yuri Golubev, ocorre que neste caso, a descoberta surpreendeu até mesmo os cientistas, pela sua natureza incomum, como mostra a imagem acima, capaz de mudar a história (ou a pré-história).

 

 

A Enigmática Rocha Williams

objeto_alienigena1

Em 1998, um andarilho chamado John J. Williams notou uma protuberância metálica estranha no chão. Ele desenterrou uma rocha de aparência estranha que, após a limpeza, acabou por ter um componente elétrico estranho ligado a ela. O dispositivo elétrico foi claramente feito pelo homem e se assemelhava a uma tomada elétrica.

A rocha se tornou um mistério bem conhecido em círculos entusiasta de OVNIs. Ele tem destaque em Revista UFO e (de acordo com Williams) Fortean Times, uma revista dedicada ao famoso fenômenos misteriosos. Williams, um engenheiro elétrico, diz o componente eletrônico embutido na pedra não foi colado ou soldado no granito. Na verdade, a rocha provavelmente foi formada em torno do dispositivo.

Muitos acreditam que o caso é um hoax, e como Williams se recusa a quebrá-la (mas está disposto a vendê-la por 500.000 dólares). Além disso, o dispositivo de pedra tem uma certa semelhança com rochas de calor que são usados para manter lagartos de estimação num clima tropical. Ainda assim, a análise geológica, aparentemente determinou que a pedra tem cerca de 100.000 anos de idade, o que (se verdade) significaria que o dispositivo do interior não poderia eventualmente, ser de criação humana. E Williams está confiante o suficiente para deixar qualquer um pesquisar sua rocha sob três condições: Ele deve estar presente, a rocha deve permanecer ilesa, e ele não ter que pagar pela pesquisa.

 

 

O meteorito fóssil do Sri Lanka

objeto_alienigena3

Pesquisadores que analisavam os restos de um meteorito que caiu no Sri Lanka, descobriram algo mais do que apenas pedaços de rocha espacial. Era um artefato alienígena no sentido mais literal da palavra, um artefato feito de alienígenas.

Dois estudos independentes descobriram que o meteorito contém fósseis e algas que são claramente de origem extraterrestre.

Professor Chandra Wickramasinghe, o investigador principal no primeiro estudo, diz que os fósseis fornecem evidências convincentes de “panspermia” (teoria de que a vida existe em todo o Universo e é espalhada por meteoritos e outros detritos espaciais sólidos).

No entanto, segundo os críticos: “O que acontece é que Wickramasinghe é um entusiasta da “panspermia” com uma tendência a afirmar que quase tudo é de origem extraterrestre. Além do mais, os traços da vida do meteorito, contém na verdade, espécies de água encontrados na Terra, o que parece indicar que o objeto tenha sido contaminado durante o seu tempo em nosso planeta”.

 

 

A Misteriosa Esfera Betz

objeto_alienigena2

 

Quando a família Betz estava examinando o dano de um fogo estranho que tinha dizimado 88 acres de sua floresta, eles fizeram uma descoberta estranha: uma esfera prateada, com cerca de 20 centímetros de diâmetro, completamente lisa, exceto por um estranho símbolo de um triângulo alongado. Inicialmente pensaram que poderia ser um algo da NASA ou mesmo um satélite espião soviético, por fim decidiram guardar como uma lembrança.

Duas semanas mais tarde, o filho da família estava dedilhando uma guitarra no mesmo quarto que estava a esfera. De repente, a esfera começou a reagir a suas músicas, emitindo um som pulsante e estranho e uma ressonância que começou a perturbar o cão da família. Em breve, a família Betz iria descobrir outras propriedades estranhas que o orbe possuía. Como parar e mudar de direção quando empurrado pelo chão, ou voltar para a pessoa que o empurrou, como um cão fiel. Parecia tambem extrair energia a partir do sol, tornando-se visivelmente mais ativo em dias claros.

Eles começaram a sentir como se algo (ou alguém) estivessem controlando a esfera: Ocasionalmente emitia um barulho de baixa frequência e vibrações, como se houvesse um motor funcionando dentro. O objeto parecia evitar cair e bater a todo custo, como se quisesse proteger algo dentro dela. Ela ainda conseguiu desafiar completamente as leis da gravidade e subir uma mesa inclinada para evitar a queda.

Um frenesi da mídia se seguiu. Respeitados jornais como o New York Times e London Daily enviaram repórteres para testemunhar a milagrosa esfera, que repetiu seus truques para inúmeras pessoas. Mesmo os cientistas e representantes das forças armadas ficaram impressionados, embora a família Betz não iria deixar ninguém levar a esfera para um exame mais detalhado. No entanto, isso logo mudou quando a esfera deu uma guinada para o mal. Começando a exibir um comportamento Poltergeist: Portas começaram a abrir e fechar à noite, músicas estranhas enchiam a casa, entre outras coisas estranhas. Nesse ponto, a família decidiu descobrir o que a esfera realmente era. A Marinha analisou e descobriu que era… uma esfera de aço inoxidável perfeitamente normal.

Até hoje, não ficou totalmente claro o que a misteriosa esfera alienígena é. No entanto, tem havido muitas teorias que tentam explicar sua possível natureza. A mais plausível delas é, aliás a mais mundana: Três anos antes de a família Betz encontrar o orbe, um artista chamado James Durling Jones estava dirigindo na área onde o objeto foi encontrado. No bagageiro de cima do carro estavam uma série de esferas de aço inoxidável que seriam usadas em uma escultura que ele estava fazendo, algumas das quais foram perdidas durante a viagem. Estas bolas combinavam com a descrição exata da esfera Betz, e foram feitas para rolar ao menor contato (a família Betz morava em uma casa velha com pisos irregulares, de tal modo explicaria porque a bola parece se comportar de forma irregular). Estas bolas também podiam emitir um som de chocalho, graças a pequenas lascas de metal presas no interior durante o processo de fabricação. Embora isso não explique todos os fenômenos relatados, certamente lança uma sombra sobre o misterioso orbe do espaço.

 

 

 

A rocha parafusada

objeto_alienigena7

No verão de 1998, cientistas russos que estavam investigando os restos de um meteorito que caiu a 300 km a sudoeste de Moscou, acabaram descobrindo um pedaço de rocha à qual se fundia a um parafuso de ferro. Os geólogos estimam que a idade da rocha é de 300 a 320 milhões de anos. Naquela época, não só não haviam formas de vida inteligente na terra, como não havia até mesmo os dinossauros. Os cientistas inicialmente pensaram que o parafuso era de alguma máquina agrícola que tinha se soltado. Mas chegaram a conclusão que o parafuso foi fundido firmemente na rocha.

 

Fontes: Listverse, Johns beliefs

Curta nossa pagina oficial:

Recomendamos:

Deixe seu Comentário