Visualizado 4.967

Projeto Blue Book: Casos desclassificados liberados ao público

Compartilhe...Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Projeto Livro Azul (Blue Book Project) foi um estudo da USAF – Força Aérea dos EUA, sobre o fenômeno UFO, começando em 1952 e terminando em 1969.

 

 

 

Os principais objetivos do projeto eram  determinar se os UFOs eram uma ameaça para a segurança nacional, e analisar cientificamente os dados relacionados com o fenômeno.

 

No final do inquérito, o projeto concluiu que absolutamente nenhum dos OVNIs investigados eram anômalos. Mas agora cerca de 40 anos depois, com documentos desclassificados (liberados ao publico), vemos que houve sim casos sem uma explicação satisfatória, documentados durante este período.

 

A única conclusão lógica tirada pelos ufólogos, é que esta investigação não tinha a intenção de validar oficialmente o fenômeno, mas que em vez disso a tarefa do projeto era desmascarar todas as observações, independentemente da sua autenticidade ou não.

 

 

Inverno 1951 – Nova Zelândia

projeto-blue-book-casos-interessantes-1

Esta fotografia foi definida pelo estudo como uma nuvem lenticular, mas se você vivesse em 1950, quando não tinha Internet, e o resto do mundo estava pirando com a onda OVNI, ser um “disco voador” pareceria uma suposição bastante lógica.

 

 

30 de agosto de 1951 – Lubbock, Texas

projeto-blue-book-casos-interessantes-6

O incidente “Luzes de Lubbock” é amplamente considerado como um dos primeiros grandes casos de OVNIs nos Estados Unidos. A USAF (Força Aérea dos Estados Unidos) chegou à conclusão de que essas luzes eram muito provavelmente um fenômeno natural, causado por “Tarambolas” (espécie de aves, com um peitos brancos) que poderiam estar refletindo as luzes da cidade em seus peitos.

 

 

09 de janeiro de 1967 – Monte Clemens, Michigan

projeto-blue-book-casos-interessantes-2b

 

projeto-blue-book-casos-interessantes-2

Neste outro conjunto de fotos amplamente divulgados na época, a equipe por trás do Projeto Blue Book foi rápida em descartar as imagens, alegando “dados insuficientes“, tudo porque os fotógrafos se recusaram a desistir de suas impressões originais, ou seja, se negaram a dizer que não eram verdadeiras.

 

 

27 de dezembro de 1954 – Bronx, Nova Iorque

projeto-blue-book-casos-interessantes-3

Não há registros ligados a esta foto, mas se a escala da imagem for confiável, ou essa coisa esta muito perto do observador ou é muito grande. Parece um submarino de brinquedo pendurado por uma corda, mas não podemos dizer nada com certeza.

 

 

03 de agosto de 1965 – Santa Ana, Califórnia

projeto-blue-book-casos-interessantes-4a

 

projeto-blue-book-casos-interessantes-4b

 

projeto-blue-book-casos-interessantes-4c

Tirada em uma estrada de Orange Country, pelo inspetor de policia Rex Heflin, estas fotos acabaram no centro de uma disputa entre várias agências da lei, para provar ou refutar sua validade. Apesar da conclusão da USAF, de que essas fotos eram falsas, muitos ufólogos acreditam firmemente que as fotos são autênticas, devido a resultados de realce auxiliados por computadores modernos.

 

 

02 de agosto de 1965 – Tulsa, Oklahoma

projeto-blue-book-casos-interessantes-7

 

projeto-blue-book-casos-interessantes-8

A autenticidade desta fotografia tem sido ferozmente debatida desde que foi tirada por Alan Smith, durante uma onda de avistamentos de OVNIs que varreram a área de Tulsa. A USAF fez varias tentativas para recriar a foto, sem sucesso.

 

VEJA TAMBÉM:  Jardineiro fica chocado após fotografar um OVNI circular

 

Fonte: Digg

Curta nossa pagina oficial:

Recomendamos:

Deixe seu Comentário